O Melhor emprego do Brasil

Missumi é um “hóspede-embaixador”.

Comprar via Facebook super ofertas!

Aproveite a maior variedade de produtos com preço baixo.

PESQUISE

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Barro recebe fiscalização, enquanto o Denutram não sai do papel.

Por diversas vezes nos deparamos com blitz no trânsito, com destacamentos vindos de outros municípios, com intuito de averiguar a frota de veículos do município do Barro. Fato é que temos o concurso do Demutran em vigor, todavia os classificados nunca são  chamados. Onde iremos parar com a falta de compromisso dos gestores desta terra?

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Barro: Servidores sofrem para receber o 13º salário.

Prefeituras prometem pagar 13º até o dia 20 de dezembro

03.12.2014

A primeira parcela deve ser paga até o dia 30 de novembro, mas boa parte dos prefeitos alega não ter condições

regional
Russas A dificuldade dos municípios de equilibrarem as contas públicas durante o ano está refletindo diretamente no pagamento do 13º salário dos servidores municipais. O prazo para o adiantamento da primeira parcela, previsto em Lei, venceu no último dia 30 de novembro e muitos servidores ainda não receberam.
Prefeitos alegam diminuição dos repasses públicos, mesmo assim, há cidades que conseguiram cumprir com o programado. Só até as 11h de ontem, o Ministério Público do Trabalho do Ceará (MPT) recebeu denúncias contra seis municípios, por conta desses atrasos.
Na cidade de Jaguaretama, no Vale do Jaguaribe, a briga de sete categorias do serviço público com a Prefeitura vinha por conta do atraso no salário que deveria ter vindo no mês de outubro. De acordo com uma das dirigentes do Sindicato dos Servidores Públicos do município, Nadir Galdino Barbosa, após greve e pressão por parte dos funcionários, a prefeitura realizou o pagamento de um mês, permanecendo um mês de atraso.
Quanto ao adiantamento do 13º ela alegou que, desde o ano passado, a primeira parcela não é paga com antecedência e que o município só realizará o pagamento total até o próximo dia 20 de dezembro.
Situação parecida é vivida em cidades da região do Cariri. Em Barro o pagamento do 13° salário só deverá ser feito no dia 20 deste mês, prazo limite imposto pela legislação. O recurso a ser utilizado para que o município quite o pagamento do benefício aos servidores deverá ser o recurso adicional repassado pela União aos municípios no fim de cada ano. "Até o dia 20 o benefício já estará depositado nas contas dos funcionários públicos do município", informou o prefeito de Barro, Francisco Luiz Tavares de Araújo, o popular Neneca Tavares.



Apenas os professores
Já no município de Assaré, apenas os professores receberam o adiantamento do 13º salário ainda em novembro. O município vem enfrentando uma crise financeira com o déficit orçamentário que já soma R$ 13 milhões. Com o acúmulo das dívidas o pagamento dos servidores também é prejudicado.
"Como não há como prever o valor que a União repassará aos municípios por meio do Fundo de Participação, ainda não temos ideia da mágica que teremos que realizar para pagar, dentro do prazo legal, a segunda parcela ao professorado e o valor total do benefício às demais categorias. Uma coisa é certa: todos os fornecedores precisarão ter um pouco mais de paciência porque todo o recurso que adentrar no tesouro municipal será utilizado para honrar a quitação dessa dívida com o funcionalismo", informou o prefeito do município, Samuel Freire.
Em Jardim, a Prefeitura entrou em acordo com o Ministério Público e o Sindicato dos Servidores e o pagamento será efetuado na segunda quinzena de dezembro.
Na região Norte do Estado, funcionários públicos de Acaraú estão sem receber salários desde novembro e também não há data para o pagamento deste, bem como o 13º salário. Segundo informações do sindicato dos servidores públicos, o presidente esteve reunido na tarde de ontem com a Prefeitura a fim de definir e negociar datas de pagamentos. Em novembro, uma comissão formada por membros da diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sindsep) Acaraú, vereadores e Conselho do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) esteve reunida com representante do Ministério Público de Acaraú para averiguar informações sobre o andamento do processo que trata sobre atraso dos salários.
No Sertão Central, funcionários das prefeituras de Quixadá, Choró, Ibaretama e Ibicuitinga não receberam a primeira parcela. Apenas Banabuiú não está em débito com a categoria. Essa é a avaliação feita pela presidente do Sindsep do Sertão Central, Neiva Esteves. Segundo a líder classista, as prefeituras estão inadimplentes com a maioria dos servidores.
Exceção
Na região Centro-Sul, as prefeituras de Cedro e Várzea Alegre economizaram recursos e, com isso, já efetuaram pagamento da primeira parcela no mês de junho passado.
Em Icó, a primeira parcela do 13º da folha da Educação foi paga em junho passado e no último dia 28 de novembro saiu o adiantamento para os concursados. "Estamos em dia", disse o chefe de Gabinete, Manoel Guedes. "Até o fim do mês vamos liberar o restante dos recursos".
Nas cidades de Iguatu e Acopiara o pagamento será feito em parcela única até o próximo dia 20. "O sufoco é grande, os encargos aumentaram a partir da realização de concurso público e as receitas caíram", disse o prefeito de Iguatu, Aderilo Filho. "A situação é de dificuldades".
Nas duas maiores cidades da região Sertão de Crateús e Inhamuns, Crateús e Tauá, não há problemas relacionados com o comprometimento do pagamento dos salários dos servidores públicos, inclusive do 13° salário. Segundo informações das prefeituras, ambas cumprem rigorosamente o pagamento salarial dos funcionários.
Orientação
O presidente em exercício da Associação dos Prefeitos do Estado do Ceará (Aprece), Expedito José do Nascimento, diz que a orientação que é passada aos gestores municipais é que eles não deixem de pagar o 13º salário, visto que, se não cumprida a Lei, isso poderá acarretar problemas às suas gestões.
A Lei Nº 4.749, de 12/08/1965, que dispõe sobre o pagamento do 13º salário, determina que o adiantamento da 1ª parcela correspondente à metade da remuneração, seja paga entre os meses de fevereiro e o último dia 30 de novembro. Já a 2ª parcela deve ser quitada até o dia 20 de dezembro.
Segundo o Ministério Público do Trabalho (MPT), até as 11h de ontem o órgão recebeu denúncias contra seis municípios por conta de atrasos na primeira parcela do 13º salário: Fortaleza, Maranguape, Caucaia, Itapipoca, Ibaretama e Choró.
Mais Informações
Aprece
Av. Oliveira Paiva, 2621, Cidade dos Funcionários, Fortaleza
(85) 4006-4000
Ministério Público do Trabalho no Ceará - PRT 7ª Região
Avenida Padre Antonio Tomás, 2110, Aldeota, Fortaleza
(85) 3462-3400
Ellen Freitas / Sucursais
Colaboradora

Fonte: Diário do Nordeste

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Seca em Pernambuco: Igreja submersa volta a aparecer em Petrolândia

Paula CavalcanteDo G1 Caruaru, em Petrolândia
Igreja do Sagrado Coração de Jesus em Petrolândia (Foto: Paula Cavalcante/ G1)Vestígios do antigo nível das águas na Igreja do Sagrado Coração de Jesus em Petrolândia antes da estiagem podem ser percebidos (Foto: Paula Cavalcante/ G1)
Há 26 anos a velha cidade de Petrolândia, no Sertão de Pernambuco, foi inundada para a construção da Usina Hidrelétrica Luiz Gonzaga. Após a inundação, apenas o topo da Igreja do Sagrado Coração de Jesus ficou visível. Hoje, por conta da estiagem, o volume do Lago de Itaparica reduziu e praticamente metade da estrutura do templo pode ser visualizada. As algarobas ao redor da construção também podem ser vistas, bem como uma caixa d'água de uma escola da velha cidade. A Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) informa que o volume útil da barragem atualmente é de aproximadamente 16%. No último período chuvoso, o armazenamento máximo do reservatório de Itaparica foi de 44,3%.
Caixa d'água de escola estava submersa e voltou a aparecer (Foto: Paula Cavalcante/ G1)Caixa d'água de escola estava submersa e
voltou a aparecer (Foto: Paula Cavalcante/ G1)
A situação prejudica as principais atividades econômicas do lugar. A agricultura, baseada na fruticultura irrigada, registrou uma baixa na produção. Dos aproximadamente 2.000 agricultores, praticamente todos tem a terra mas não estão plantando mais nada. "As estações de bombeamento dos perímetros irrigados já não conseguem captar a água suficiente para atender a demanda dos plantios que existem. Isso já paralisou a produção do município e apenas fruteiras que já estavam produzindo continuam a produção", explica aoG1 o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Pesca, Rogério Viana. Para a agricultora Joana Nogueira fica a tristeza de não poder continuar o cultivo. "Tenho minha propriedade e sou impedida de plantar no meu próprio lote porque não é garantido a água", conta.
Na piscicultura, os pescadores tiveram que se adaptar ao novo nível da água. Segundo o secretário, 90% do que se produz de peixe é em tanques, redes ou gaiolas que são colocadas dentro do lago. Esses equipamentos são colocados em lugares pré-determinados pela Agência Nacional de Águas (ANA). Porém, por causa da estiagem, eles precisam ser levados para locais de maiores profundidades, que tenham mais oxigênio. Com isso, os custos da produção são elevados e muitos peixes não se adaptam e morrem. "Antes quando ela [barragem] tava cheia, nós pegava até uma tonelada de peixe aqui. Por semana. E hoje em dia para você pegar 150 quilos dá trabalho para você pescar. Nós pegamos 150 quilos agora, no período de uma semana", lamenta o pescador Reginaldo Campos dos Santos. Tô pedindo a Deus que é para que o lago encha de novo que é para nós pegar mais peixer de novo, né?", desabafa.
Petrolândia
  • Município é localizado a 436 km de distância da capital.
A prefeitura realiza algumas ações para minimizar os efeitos da seca. "Temos disponibilizado equipamentos para abertura e limpeza de canais de aproximação, para que os agriculutores irrigantes consigam captar a água. Estamos articulando um grande encontro de instituições para discutir a situação atual. Ver quais são as perspectivas de chuvas. E quanto pretende-se baixar o nível do lago para que em cima disso possa ser feito um planejamento. A gente trabalha também com a hipótese das chuvas serem insuficientes e chegar ao caos, numa situação que a agricultura irrigada tenha que parar", observa o o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Pesca. Já em relação à pesca, uma reunião está marcada com representantes do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) para definir ações.
Agricultora Lucicleide Maria do Nascimento (Foto: Paula Cavalcante/ G1)Agricultora Lucicleide Maria do Nascimento
(Foto: Paula Cavalcante/ G1)
As comunidades rurais também sofrem com a estiagem. A agricultora Lucicleide Maria do Nascimento trabalha em uma produção agrícola mas não cultiva nada em casa. Ainda assim, a família dela tenta controlar a quantidade de água utilizada para consumo humano, pois a localidade costuma ficar até três dias seguidos sem o líquido até para beber. "Tem que economizar bastante para não faltar. Quando a água chega nós colocamos em uma caixa d'água para ir usando", diz.
Velha Petrolândia foi inundada em 1988 para construção de hidrelétrica (Foto: Paula Cavalcante/ G1)Velha Petrolândia foi inundada em 1988 para construção de hidrelétrica (Foto: Paula Cavalcante/ G1)

Interior da igreja com a estiagem (Foto: Paula Cavalcante/ G1)Interior da igreja com a estiagem (Foto: Paula Cavalcante/ G1)

Últimas da Operação Lava Jato

Negromonte é um dos 25 investigados desta fase da operação. 
Ele se entregou à PF em Curitiba por nesta segunda-feira (24).

Adriana Justi  g1
último foragido da Polícia Federal (PF) na sétima fase da Operação Lava Jato, Adarico Negromonte Filho, se entregou na carceragem de Curitibaàs 11h15 desta segunda-feira (24). Ele é um dos 25 investigados nesta fase da operação e estava foragido desde sexta-feira (14). Negromonte é suspeito de ligação com o doleiro Alberto Youssef, considerado o líder de um esquema de lavagem e desvio de dinheiro. Segundo as investigações, ele levava dinheiro do escritório do doleiro até os agentes públicos e partidos políticos. O investigado chegou de táxi à Polícia Federal, acompanhado pela advogada que o representa. Eles preferiram não dar entrevista.
Adarico é irmão do ex-ministro das Cidades Mário Negromonte (PP-BA). Em documento protocolado na Justiça, a defesa enfatizou o pedido de revogação da prisão temporária do cliente, e diz que a autoridade policial foi informada sobre a apresentação. De acordo com as advogadas que o representam, Joyce Roysen, Denise Nunes Garcia, Débora Motta Cardoso, e Kátia Toscano Mielenhausen, o juiz federal Sergio Moro determinou na terça-feira (18) que o Ministério Público Federal (MPF) se manifestasse em até três dias sobre o pedido de revogação da prisão - o que, de acordo com a defesa, ainda não ocorreu.
De acordo com a Polícia Federal, não há previsão de quando Negromonte vai depor. Logo após se entregar, o suspeito teve uma conversa com delegado federal. Ele também precisa ser levado ao Instituto Médico-Legal (IML) para exame de corpo de delito.

Deflagrada em março deste ano, a Operação Lava Jato prendeu várias pessoas, entre elas estão o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, que cumpre prisão domiciliar no Rio de Janeiro, o ex-diretor de Serviço Renato Duque, e o doleiro Alberto Youssef, acusado de comandar o esquema. Os dois últimos estão detidos na carceragem em Curitiba.
A defesa de Adarico Negromonte alega ainda que não há necessidade da prisão de Negromonte para o prosseguimento das investigações. "Ratifica-se que a liberdade do Requerente que conta com quase 70 anos de idade, é primário, tem bons antecedentes, possui residência fixa e ocupação lícita, em nada poderá influenciar sobre a colheita de provas que ainda resta ser feita", argumentam.

Lava Jato
A Operação Lava Jato investiga um esquema de lavagem de dinheiro que teria movimentado cerca de R$ 10 bilhões e provocou desvio de recursos da Petrobras, segundo investigações da Polícia Federal e do Ministério Público Federal. A nova fase da operação policial teve como foco executivos e funcionários de nove grandes empreiteiras que mantêm contratos com a Petrobras que somam R$ 59 bilhões.
Parte desses contratos está sob investigação da Receita Federal, do MPF e da Polícia Federal. Ao todo, 24 pessoas foram presas pela PF durante esta etapa da operação. Porém, ao expirar o prazo da prisão temporária (de cinco dias, prorrogáveis por mais cinco), na última terça (18), 11 suspeitos foram liberados. Outras 13 pessoas, entre as quais o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque, continuam na cadeia.

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Transposição do São Francisco já é uma realidade! já é possível ver a água do rio nos canais.


Transposição entra em "Operação Assistida" e já capta água do rio São Francisco

André Clemente - Diario de Pernambuco
Publicação: 02/09/2014 18:42 Atualização:
Projeto Piloto, do Eixo Leste, já capta água do rio São Francisco até a Estação de Bombeamento em operação monitorada pelo ministério. Foto: Ministério da Integração Nacional/Divulgação.
Projeto Piloto, do Eixo Leste, já capta água do rio São Francisco até a Estação de Bombeamento em operação monitorada pelo ministério. Foto: Ministério da Integração Nacional/Divulgação.


























Está em fase de monitoramento, mas a água do rio São Francisco já corre na obra da Transposição. Foi iniciada a abertura das ensecadeiras (barramento) nos dois blocos de captação e a entrada da água já chega em cada um dos canais de aproximação, dos Eixos Leste e Norte. O enchimento dos canais até as primeiras Estações de Bombeamento (EB) de cada Eixo representa a primeira etapa de pré-operação do empreendimento. Essa fase é posterior ao processo de partida das instalações e anterior ao processo de funcionamento definitivo, ou seja, é uma fase de monitoramento. A "operação assistida" vai até dezembro deste ano.

A captação do Eixo Leste integra a Meta 1L (Projeto Piloto) que o ministério promete entrar totalmente em pré-operação até dezembro. São 16 quilômetros de trecho. Já as obras até o reservatório Jati (CE) no Eixo Norte, e até o reservatório Moxotó (PE) no Eixo Leste, que totalizam quase 300 km, deverão estar concluídas até junho de 2015. O prazo final para operar 100% do projeto continua dezembro de 2015.

O empreendimento apresenta 62,4% de execução física, conforme relatório físico do mês de julho deste ano. Mais de 11.400 trabalhadores estão atuando na construção da maior obra de infraestrutura hídrica do país. Cerca 4.000 mil máquinas estão em operação ao longo dos 477km de extensão das obras.

Atualmente, as empreiteiras trabalham 24 horas por dia no Eixo Norte, nos trechos entre Brejo Santo e Jati (CE); entre Mauriti (CE) e São José das Piranhas (PB) e na construção dos 15 quilômetros do túnel Cuncas I, o maior da América latina, em Mauriti. No Eixo Leste, as atividades no túnel Monteiro, localizado entre Sertânia (PE) e Monteiro na (PB), também são implantadas em período integral. O custo total da obra é de R$ 8,2 bilhões.




veja outra matéria:

Juliane PeixinhoDo G1 Petrolina
Em Cabrobó, no Sertão pernambucano, onde está localizado um trecho da obra do eixo Leste da obra de integração do Rio São Francisco, está sendo realizado um teste e já é possível ver a água do rio nos canais de aproximação. O trecho que recebe água ainda é pequeno, chega até as primeiras estações de bombeamento de cada eixo do projeto e é considerada a primeira etapa de pré-operação. Como a obra nestes locais ainda não foi concluída, a água não pode passar pelo processo de elevação e seguir pelos canais que irão abastecer as áreas de sequeiro. Quem depende do abastecimento ainda terá que esperar.
O Ministério da Integração Nacional está realizando um monitoramento para fazer os ajustes necessários para melhorar desempenho dos canais do projeto de integração, mas a água do Rio São Francisco ainda não chega a abastecer nenhuma comunidade.
O projeto de integração do Rio São Francisco possui seis estações elevatórias no Eixo Leste e três no Eixo Norte, estruturas responsáveis por levar a água de um terreno mais baixo para um mais alto. No Eixo Leste, serão cerca de 300 metros, do nível médio do reservatório Itaparica, localizado entre os estados de Pernambuco e Bahia, até o ponto mais alto do canal, em uma altura equivalente a um edifício de 100 andares.
Segundo o Ministério da Integração, até o final deste ano, a Meta 1 Leste já deve estar em pré-operação. E em junho de 2015, as obras até o reservatório Jati (CE) no Eixo Norte, e até o reservatório Moxotó (PE) no Eixo Leste, que totalizam quase 300 km, também devem estar concluídas.
O projeto, que possui 477 quilômetros de extensão, apresenta 62,4% de execução física, conforme relatório divulgado em julho deste ano. A expectativa é que até dezembro de 2015, as obras deverão ser concluídas em sua totalidade. O objetivo da transposição é garantir o fornecimento de água em municípios atingidos com a estiagem no Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte e em Pernambuco, beneficiando cerca de 11,6 milhões pessoas.


segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Votação candidatos a deputado em Barro


Clique nas imagens para ampliar
Fonte: TSE

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Lombada irregular gera polêmica em Barro

Moradores dizem que a lombada estava sem sinalização adequada e fora dos padrões normais.

Redação,
do Radar Sertanejo

Lombada irregular gera polêmica em Barro depois de acidente que ceifou vida de estudanteA instalação de uma lombada com padrões irregulares na Avenida Januário Feitosa, em Barro-CE, está causando uma onda de reclamações e polêmicas de internautas, que através das redes sociais, demonstram-se completamente insatisfeitos com os critérios e a forma com que este dispositivo de trânsito foi instalado pela Prefeitura Municipal.

A revolta começou depois que o estudante, Nilton César, de 18 anos, morreu na noite da última segunda-feira (1º), após se desequilibrar com a moto que conduzia ao passar pelo redutor de velocidade, recém-instalado pela administração municipal do Barro.

Nesta quarta e quinta-feira várias pessoas da cidade procuraram a redação do portalwww.radarsertanejo.com para reclamar da falta de padronização da lombada que foi implantada. Segundo algumas pessoas, o dispositivo estava sem sinalização adequada e fora dos padrões da lei brasileira, podendo provocar desde avarias em veículos até acidentes de trânsito com vítimas.

O Contran (Conselho Nacional de Trânsito), que disciplina este assunto no CBT (Código Brasileiro de Trânsito, lei federal nº 9.503/97), é quem restringe a colocação de lombadas.

Vale lembrar que no caso específico do Barro ainda não foi implantado o Departamento Municipal de Trânsito (DEMUTRAN). O concurso foi feito e homologado, mas cabe a Prefeitura Municipal fazer a convocação dos aprovados e a implantação do Sistema, para que possa educar a população, cuidar da sinalização no perímetro urbano e regulamentar o trânsito local. A prefeitura ainda não informou à população quando pretende colocar o órgão para atuar.

No geral, as pessoas dizem que a administração municipal não é culpada pela morte do rapaz devido ao acidente. No entanto, a maioria acha que o sinistro poderia ter sido evitado se a lombada estivesse padronizada e sinalizada ou se no local houvesse um quebra-molas.  
Fonte: Radar Sertanejo

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Últimas do Caso Bernardo.


Do G1 RS
O cirurgião Leandro Boldrini, preso preventivamente pela morte do filho Bernardo no Rio Grande do Sul, deu sua versão sobre a morte da ex-mulher, Odilaine Uglione, em 2010. Em gravação feita quando o médico já estava na prisão, mostrada com exclusividade pelo Fantástico, da TV Globo, Leandro diz que Odilaine levou uma arma até a clínica onde o então marido trabalhava em Três Passos, Noroeste do estado, e apontou para ele (confira no vídeo).
"Ela sacou a arma de dentro da bolsa que ela tinha no colo, com a mão direita. Ela olhou para mim e apontou a arma nos meus olhos. Pensei: ‘pá, morri’", conta o médico.
Leandro Boldrini caso Bernardo Boldrini RS (Foto: Reprodução/TV Globo)Leandro Boldrini falou sobre morte da ex-mulher na
prisão (Foto: Reprodução/TV Globo)
À época, a investigação da Polícia Civil concluiu que a mulher se suicidou, fato contestado pela defesa da avó materna do menino, Jussara Uglione. O médico, no entanto, diz não ter visto o que aconteceu depois que teve a arma apontada para si. "Procurei me abaixar e saí pelo lugar onde eu tinha entrado, e realmente escutei o estampido. Achei que tinha acertado em mim", afirmou.
O corpo de Bernardo foi achado no dia 14 de abril enterrado em um matagal na área rural de Frederico Westphalen, a cerca de 80 quilômetros de Três Passos, no noroeste do estado, onde ele residia com a família. O menino estava desaparecido desde 4 de abril. Além de Boldrini, são réus no processo a madrasta, Graciele Ugulini, a amiga Edelvânia Wirganovicz e o irmão Evandro Wirganovicz. Eles estão presos e respondem pelos crimes de homicídio qualificado e ocultação de cadáver.
Caso Bernardo (Foto: Reprodução)Leandro era carinhoso com a mulher, mas
provocava Bernardo (Foto: Reprodução/TV Globo)
O advogado da avó de Bernardo, Marlon Taborda, vai pedir a reabertura das investigações sobre o suicídio da mãe da criança. Taborda foi motivado a fazer o pedido após a divulgação de um vídeo que mostra uma briga entre a criança, o pai, Leandro Boldrini, e a madrasta, Graciele Ugulini. As imagens foram recuperadas pelo Instituto Geral de Perícias (IGP) do celular de Leandro.
Na gravação, Bernardo discute com o pai e com a madrasta quando eles falam sobre Odilaine.
Leandro: Eu sei que tua mãe é o máximo para ti. Mas simplesmente, ela te abandonou.
Bernardo: Ela não me abandonou. Tomara que tu morra! E essa coisa que morra junto!
Leandro: Tu vai ir antes. Doente do jeito que tu tá desse jeito. Teu fim vai ser igual ao da tua mãe.
Para o advogado, Graciele dá a entender que Odilaine foi assassinada. “Houve uma confissão da morte da Odilaine, que o Bernardo vai ter o mesmo fim que a mãe”, afirma Marlon. A polícia não informou se vai reabrir o caso.
Carinhoso com a mulher
Obtido com exclusividade pelo Fantástico, um novo vídeo mostra um casal apaixonado. Graciele e Leandro estão juntos em uma praça. “É a praça do amor, né?”, questiona a madrasta de Bernardo, sorrindo, com uma cuia de chimarrão na mão. Leandro concorda. Treze dias depois da gravação, o menino foi morto.
A polícia diz que, com a mulher Graciele, Leandro era carinhoso. Porém, um vídeo gravado em junho de 2013 mostra que a atitude com o filho era diferente. Leandro provoca várias vezes a criança nas imagens.
Leandro: Baixa esse facão, rapaz.
Bernardo: Não.
Bernardo: Então, para o vídeo. Senão, não vou parar.
Leandro: Eu mando em você. Eu mando. Baixa isso aí.
Na terça-feira (26), testemunhas começaram a ser ouvidas pela Justiça. Foi quando novos vídeos sobre o caso começaram a aparecer. O pai de Bernardo tinha apagado as gravações do celular, mas a perícia conseguiu recuperá-las. Em alguns trechos, só existe áudio. "Socorro. Meu pai me agrediu. Socorro", grita o menino.
A polícia acredita que Leandro e Graciele fizeram as filmagens com a intenção de mostrar para a Justiça que Bernardo tinha um comportamento agressivo. Seria uma forma de se defender, já que nos vídeos, o menino fala várias vezes que vai denunciar o casal.
Graciele: Quer o telefone emprestado para denunciar?
Bernardo: Sim.
Graciele: Ah... (risos)
Bernardo: Empresta. Empresta.
Graciele: Quer denunciar, se vira. Não empresto. Te vira.
Mas, para a acusação, os vídeos acabaram incriminando os dois. "Os gritos do Bernardo demonstram como ele era tratado dentro de casa. Tratado com ódio", afirma Marlon Taborda, advogado da avó materna de Bernardo.
'Estresse máximo', diz especialista
"É uma situação de estresse máximo, onde nós temos uma criança acuada, que está em franco desespero, desamparo", comenta Jair Mari, professor do departamento de psiquiatria da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).
Mari avalia que a atitude do pai de Bernardo deveria ser diferente. "Estamos observando tudo aquilo que não deve ser feito. Estimulando a humilhação e não o acolhimento, que seria em falar: ‘se acalma. O papai está aqui. O papai ama você’", explica.
O professor do Departamento de Psiquiatria da UFRGS Luís Augusto Rohde explica como o pai de Bernardo deveria agir nesta situação. "É importante em situações que a criança está descontrolada poder abraçá-la, poder contê-la, poder mostrar que alguém que a ajude a se controlar", destaca.
GNews - Menino Bernardo (Foto: globonews)Bernardo Boldrini foi encontrado morto em uma
cova  (Foto: Reprodução)
Entenda 
Conforme alegou a família, Bernardo teria sido visto pela última vez às 18h do dia 4 de abril, quando ia dormir na casa de um amigo, que ficava a duas quadras de distância da residência da família. No dia 6 de abril, o pai do menino disse que foi até a casa do amigo, mas foi comunicado que o filho não estava lá e nem havia chegado nos dias anteriores.
No início da tarde do dia 4, a madrasta foi multada por excesso de velocidade. A infração foi registrada na ERS-472, em um trecho entre os municípios de Tenente Portela e Palmitinho. Graciele trafegava a 117 km/h e seguia em direção a Frederico Westphalen. O Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM) disse que ela estava acompanhada do menino.
O pai registrou o desaparecimento do menino no dia 6, e a polícia começou a investigar o caso. No dia 14 de abril, o corpo do garoto foi localizado. Segundo as investigações da Polícia Civil, Bernardo foi morto com uma superdosagem de um sedativo e depois enterrado em uma cova rasa, na área rural de Frederico Westphalen.
O inquérito apontou que Leandro Boldrini atuou no crime de homicídio e ocultação de cadáver como mentor, juntamente com Graciele. Ainda conforme a polícia, ele também auxiliou na compra do remédio em comprimidos, fornecendo a receita Leandro e Graciele arquitetaram o plano, assim como a história para que tal crime ficasse impune, e contaram com a colaboração de Edelvania e Evandro.

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Candidato a Presidência Eduardo Campos morre em queda de avião


http://g1.globo.com/sp/santos-regiao/queda-de-aviao-em-santos/cobertura/

Aeronave com o candidato do PSB à Presidência da República saiu do Rio e ia para evento de campanha no Guarujá (SP). Ainda não há informação sobre vítimas.
12:51
Local onde caiu o avião de Eduardo Campos, no bairro Boqueirão, em Santos
12:50
O acidente causou um grande estrondo e várias pessoas postaram imagens nas redes sociais.
12:45
Candidato à presidência Eduardo Campos estava no avião que caiu em Santos. Leia mais
12:44
Em seguida, o controle de tráfego aéreo perdeu contato com a aeronave. A Aeronáutica já iniciou as investigações para apurar os fatores que possam ter contribuído para o acidente.
12:43
A aeronave decolou do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, com destino ao Aeroporto de Guarujá. Quando se preparava para o pouso, o avião arremeteu devido ao mau tempo.
12:42
Ao todo, três imóveis foram atingidos. De acordo com o Comando da Aeronáutica, a aeronave é um Cessna 560XL, prefixo PR-AFA.
12:42
Uma aeronave caiu em uma casa ao lado de uma academia em Santos, no litoral de São Paulo, na manhã desta quarta-feira (13). Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o acidente aconteceu na esquina das ruas Vahia de Abreu e Alexandre Herculano, no bairro Boqueirão. Até o momento, há informações sobre, pelo menos, 10 feridos.

COMENTÁRIOS

comente de forma consciente e respeitosa. Críticas, sugestões e opiniões são moderados pela administração do site. Comentários ofensivos, com expressões de baixo calão, não serão aceitos. Não deixe a paixão se sobrepor a razão. COMENTÁRIOS ANÔNIMOS NÃO TERÃO PRIORIDADE, COLOQUE SEU NOME.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores